Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mentoring de Vida!

por Marta Leal, em 18.03.15

1.png

 

 

 

Mentoring é uma relação baseada na confiança. Ele oferece-te apoio, ferramentas objectivas e conselhos para facilitar o teu desenvolvimento pessoal e te ajudar a passar esta nova fase de vida!

 

Ter um mentor pode ser um dos relacionamentos mais poderosos do desenvolvimento de alguém podendo ser uma das razões para que te sintas bem e encontres o teu caminho.

 

Alguns Benefícios:

 

Conselho

Como mentora posso ajudar-te a tomar uma decisão ou a seguir um caminho de forma serena e imparcial. Por muito que amigos e familiares te queiram ajudar existem sempre muitas emoções associadas á vossa relação.

 

Perspectiva

Como mentora posso ajudar-te a olhares para a tua vida com outros olhos e outra vontade.

 

Melhorar as Competências

Ao trabalharmos a tua confiança e a tua auto-estima vais sentir-te mais apt@ e mais confiante a seres quem queres ser, fazer o que queres fazer e ter o que queres ter.

 

Desabafo

Viver parece tarefa simples e a verdade é que não é fácil. Teres alguém com quem possas partilhar, conversar, desabar e quem sabe chorar é meio caminho andado para que te sintas mais leve e pronto para outra.

 

Networking

Como mentora posso ligar-te a outros que estejam á tua procura ou de quem necessites. O mundo em rede é muito mais eficaz.

 

Métodos e Estratégias

Como mentora vou-te passar ferramentas que te ajudam a tornar o teu dia-a-dia mais leve, mais rentável e mais feliz.

 

Confiança

Sabendo que  me tens como mentora dá-te a confiança para  enfrentares situações de vidas difíceis. Esta confiança vai ajudar-te a defenderes os teus ideais e/ou a seres firme nas tuas decisões

 

Encorajamento

O encorajamento diário é o que te vai inspirar e motivar a seguires em frente com a certeza de que estás no teu caminho.

 

Para mais informações: martaleal@outlook.pt

 

 

publicado às 14:32

Quando estamos sózinhos

por Marta Leal, em 11.03.15

download (13).jpg

 

Quando estamos sozinhos e após um divórcio pode existir uma vontade de nos envolvermos com outra pessoa mesmo que não estejamos preparados para o fazer.

Se isso te está a acontecer responde a estas questões:

1 )A pessoa que está ao teu lado tem as características que valorizas?

2) Consegues imaginar-te com essa pessoa ao teu lado a longo prazo?

3) O que tens em comum com essa pessoa?

Um novo relacionamento só tem pernas para andar quando te curares do divórcio, aceitares o que aprendeste com ele e estiveres pront@ para seguires em frente.

publicado às 14:26

Depende de Mim

por Marta Leal, em 04.03.15

DDDDDDD.png

 

"A minha função é escolher que tipo de dia vou ter hoje.
Posso reclamar porque está a chover ou agradecer às águas por lavarem a minha rua.
Posso ficar triste por não ter dinheiro ou sentir-me com motivação para gerir as minhas finanças, evitando o desperdício.
Posso reclamar sobre o meu estado de  saúde ou dar graças por estar vivo.
Posso queixar-me dos meus pais por não me terem dado tudo o que eu queria ou posso ser grato por ter nascido.
Posso reclamar por ter que ir trabalhar ou agradecer por ter trabalho.
Posso sentir tédio com o trabalho doméstico ou agradecer por ter um tecto que  abrigue a minha família e os meus bens .
Posso lamentar decepções com amigos ou entusiasmar-me com a possibilidade de fazer novas amizades.
Se as coisas não saíram como planeei, posso ficar feliz por ter de recomeçar.
O dia está à minha frente à espera de ser o que eu quiser que seja.
E aqui estou eu, o escultor que pode dar forma ao meu dia e ao meu mundo.
Tudo depende só de mim."
Autor: Anónimo
 

publicado às 13:42

Começa de novo, começa realmente de novo!

por Marta Leal, em 25.02.15

imagesCAE4FI9W.jpg

 

 

Se já começaste a namorar depois do teu divórcio é importante que tenhas atenção aos seguintes aspectos:

 

  • Sentes-te preparad@ para uma relação ou sentes-te sozinh@?
  • Sentes-te em paz contigo ou procuras satisfação exterior?
  • Gostas de ti ou procuras alguém que o faça por ti?
  • Imaginas-te sozinh@ ou não consegues estar sozinh@
  • Consegues confiar na nova pessoa ou tens tendência para @ comparares ao ex?
  • Consegues olhar para a nova relação como algo novo ou estás com medo que não resulte?

Queres que resulte? Então dá um novo significado ao teu passado e investe num futuro sereno e calmo.

Começa de novo, começa realmente de novo!

publicado às 13:36

O Coaching no Feminino

por Marta Leal, em 18.02.15

life coaching mulheres_marta leal (1).png

 

 

publicado às 10:32

Sobre questões que vão sendo colocadas

por Marta Leal, em 18.02.15

images (25.jpg

 

É frequente receber  mensagens com questões e desabafos ou mesmo pedidos de ajuda nesta ou naquela situação. Para conseguir responder é importante que me enviem alguma forma de vos responder (email) ou, em alternativa, que me enviem as vossas questões por email (martaleal@outlook.pt).

 

 

 

 

publicado às 10:06

Divórcio e relações extraconjugais

por Marta Leal, em 30.03.14

 

Segundo dados americanos na meia idade (40-60) 60% dos homens e 40% das mulheres já experienciaram pelo menos um encontro extraconjugal. A maioria das vezes essas situações são mantidas  em segredo mas a sua revelação raramente se transforma em causa para uma separação. Contudo, estas relações extraconjugais revelam insatisfações dentro do casamento, de um ou de ambos os parceiros e, não apenas insatisfações sexuais.

 


 

publicado às 12:45

Relacionamento com o Ex

por Marta Leal, em 27.03.14

 

Muitas das pessoas divorciadas conseguem sentir raiva e dor por muitos anos. Quando não existem filhos as coisas não serão tão graves. Quando existem filhos é importante que ambos equilibrem a relação de modo a conseguirem conversar.

 

O que pode ser feito:

 

  • Manter um relacionamento civilizado;
  • Evite provocar o outro;
  • Evite manipular o outro;
  • Procure resolver todos os maspectos legais o mais rápido possivel.
  • Mesmo que sinta que tomou decisões erradas aquando da separação aceite que o fez com a melhor das intenções;
  • Separe o seu papel de mãe do papel de ex-mulher.

Siga em frente com a certeza de que agora só depende de si, apenas de si.

publicado às 13:16

Algumas causas do divórcio

por Marta Leal, em 25.03.14

 

Costuma-se dizer que cada caso é um caso quer no casamento quer no divórcio. Cada casal têm uma dinâmica muito própria no entanto as separações ocorrem sobretudo em casais que se uniram na adolescência ou em casais onde as diferenças socioeconómicas e culturais sejam uma realidade.

 

Os filhos de pais separados têm, do mesmo modo, mais facilidade em resolver um conflito conjugal com a separação do que permanecerem numa relação.

 

A paternidade/maternidade provoca bastantes tensões num casamento até porque os conjugues deixam de viver um para o outro e passam a ter mais um elemento de quem cuidar.

Mas como comecei por dizer: cada caso é um caso, cada dinâmica é uma dinâmica.

publicado às 12:28

 

Qualquer recomeço é difícil nem que seja pelo simples facto de ser começar de novo. O Stress de uma rotina nova, de problemas financeiros, educação dos filhos, relacionamento com os ex e solidão podem ter variáveis facilitadoras da existência de sentimentos negativos. A maioria das pessoas mesmo passado uns anos continuam a manter sentimentos de traição e de abandono.

 

Para que isso não aconteça é importante que:

 

  • te permitas perceber o que perdeste;
  • te permitas perceber o que ganhaste;
  • te permitas chorar;
  • evites o isolamento - teres momentos a sós é diferente de te encontrares isolado(a);
  • evites dizer mal do ex constantemente;
  • procures ajuda de alguém de confiança para resolveres aquilo que não consegues resolver;
  • cuida da tua saúde: alimenta-te bem , faz exercício e dorme o suficiente;
  • livra-te de tudo o que te possa trazer recordações dolorosas.

Define os teus objectivos de acordo com as tuas novas circunstâncias. Reencontra-te e reinventa-te!

 

publicado às 13:01


Mais sobre mim

foto do autor


Mensagens

As imagens deste blog foram retiradas da internet porém se alguém desejar reclamar os direitos autorais de alguma por favor envie-nos uma mensagem que imediatamente providenciaremos a remoção da mesma



Calendário

Março 2015

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D